PUBLICIDADE
MARIA THEREZA PIRAJÁ

CRENÇAS ILIMITANTES

O dinheiro nos foi condicionado por crenças limitantes por ser pecado ou coisa do demônio, e muitos carregam até hoje marcas

Maria Theresa Piraja

Colunista

18/06/2017 07h00 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00


O dinheiro nos foi condicionado por crenças limitantes por ser pecado ou coisa do demônio, e muitos carregam até hoje marcas em seu subconsciente. Quem desejava ter dinheiro estava pecando. Esta energia do pensar se condensou tanto que hoje há dificuldades em dissolvê-la. Quase todos nós estamos infectados, por deixar estas crenças invadirem a realidade e o conhecimento. E assim o dinheiro vem e vai, seguindo sempre a inconstância do pensamento. Eu tenho como opinião que o dinheiro é uma energia rica e compensadora, é a ascendência material que elevará a alma e o espírito a um patamar mais alto. Antigamente a pobreza era voto para a elevação do espírito. Hoje, nos tempos de agora, o dinheiro é o símbolo da ascensão. Pensar em dinheiro como ser Ascenso é ser rico de espírito. A alma pra se materializar precisa de espaço ilimitado e a sabedoria precisa de grandeza. Para uma maior atração ao dinheiro, a regra nº 1 é amor. Amar a si sempre. Amar o bem-estar. Amar a riqueza. Porém este amor tem que ser sadio, sem tirar ou abusar ou roubar de ninguém. Amar o estado de riqueza é amar sem ego, é amar a tranquilidade, a liberdade e a paz que o dinheiro traz. Porém para amar a todas estas coisas é preciso amar a si mesmo. 

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE