PUBLICIDADE

Plantão - Página 9980

I Ecocross entre incríveis paisagens e adrenalina
ARIPUANÃ

I Ecocross entre incríveis paisagens e adrenalina

  Aripuanã, que reina absoluta entre as cachoeiras das Andorinhas e Dardanelos a 1.014 km de Cuiabá, reuniu cerca de 350 pilotos para o I Ecocross, um verdadeiro rally de aventura, incríveis paisagens e muita adrenalina. O cenário perfeito para o esporte pra lá de radical foi acelerado por motos de várias cilindradas, quadriciclos e inclusive veículos 4x4 e 4x2.

Os riscos da “cobrança oficial” da dívida ativa
SEFAZ

Os riscos da “cobrança oficial” da dívida ativa

  O Governo do Estado segue privatizando serviços que deveriam ser exclusivamente operacionalizados pela gestão pública. Depois de rasgar a missão do Sistema Único de Saúde entregando a administração de hospitais e outras unidades públicas a Organizações Sociais de Saúde (OSSs), contratar mais de R$70 milhões em locação de veículos ao invés de renovar a frota, agora é a vez de entregar a dívida ativa do Estado nas mãos de um escritório de cobrança. De acordo com o edital, a empresa ganhará sobre o total faturado. Quanto mais conseguir receber, maior será o seu faturamento. Nas mãos dessa “agência de cobrança”, a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) entregará todo o seu sigilo fiscal. Em contrapartida, não poderá revelar nada a respeito das estratégias de cobrança da contratada.

Partidos disputam poder no Governo Silval
FEUDO

Partidos disputam poder no Governo Silval

  O vice-governador Chico Daltro (PSD) segue com superpoderes no Palácio Paiaguás graças à conivência da Assembleia Legislativa que, por maioria dos votos, derrubou o projeto de Lei Complementar de autoria do deputado Emanuel Pinheiro (PR) que pedia a revogação de múltiplas atribuições do vice.

Governo não cumpre promessa com saúde dos municípios

Governo não cumpre promessa com saúde dos municípios

Anunciados como “injeção” de recursos na saúde, os prometidos R$72 milhões que seriam liberados para quitar parte da dívida de mais de R$150 milhões com os municípios de Mato Grosso referentes aos repasses para a atenção básica, até agora não caíram na conta das prefeituras.  De acordo com a Associação Mato-grossense dos Municípios, até o momento a SES liberou apenas 25% do total do valor devido.

Renúncia fiscal supera verba da saúde em MT

Renúncia fiscal supera verba da saúde em MT

Em 2011, o Governo do Estado abriu mão de arrecadar R$1,042 bilhão com incentivos fiscais e, em contrapartida, o montante referente à renúncia fiscal superou as despesas realizadas em 23 funções públicas, destacando-se Saúde, Administração, Agricultura, Habitação, Trabalho e Cidadania. Pela lógica demonstrada no relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE), para o governo é melhor liberar incentivos do que investir recursos na saúde pública.